www.agricolajerez.com uses cookies to improve its service to customers. By continuing to browse through this site, you are consenting to their use.

Find out more information about our cookies policy.

Guineana. Vol. 13 - 2007. A flora da Serra do Açor (Portugal)

Guineana. Vol. 13 - 2007. A flora da Serra do Açor (Portugal)

Guineana. Vol. 13 - 2007. A flora da Serra do Açor (Portugal)


  • Author: Paulo Cardoso da Silveira
  • publisher: UPV
  • Year: 2007 (1 Edition)
  • Languages: Portugues
  • dimensions: Width 17.0 cms., Height 24.0 cms.
  • Weight: 690 grs
  • ISBN: 37200
  • Book pages: 333
  • Book binding: rustic
  • colour: illustrated
  • Availability: In stock

Price: 25.00€ VAT included
Description

Os primeiros capítulos deste estudo incluem um historial das explorações botânicas realizadas na Serra do Açor, uma análise dos principais factores ambientais que condicionam a flora vascular da referida serra e a evolução do coberto vegetal. Segue-se o catálogo das plantas vasculares, do qual constam um total de 781 taxa. Destes, 96% são comprovados pelas nossas colheitas e observações in situ e 54% não haviam ainda sido citados para a área estudada. Entre as novidades incluídas neste catálogo, destaque-se uma espécie nova para a ciência (Arabis beirana), cinco espécies novas ou escassamente citadas para a flora portuguesa (Trifolium vesiculosum, Acer campestre, Jurinea humilis, Ligustrum sinense e Erysimum lagascae) e 39 novidades provinciais (ex: Festuca summilusitana, simultaneamente, novidade para a BB e para a BL). Ainda, do ponto de vista corológico, saliente-se a ocorrência de mais cerca de 45 taxa raros, pouco citados, ou cujas populações da Serra do Açor se encontram significativamente disjuntas, tais como: Arabis juressi, Monotropa hypopitys, Lupinus gredensis ou Eryngium duriaei. Analisa-se, também, a corologia, taxonomia, nomenclatura, morfologia ou ecologia de diversos taxa. No final deste capítulo compara-se a diversidade florística e taxonómica inventariadas com a totalidade da nossa flora, verificando-se uma razoável aproximação aos valores obtidos por Pereira Coutinho. De uma interpretação fitogeográfica baseada em espectros corológicos, espectros de formas biológicas e comportamento fenológico, destaque-se a forte influência eurosiberiana na flora da Serra do Açor, apesar de nela predominarem os elementos mediterrâneos. Também na análise de similaridade, se verificou a semelhança da flora da Serra do Açor com a de algumas províncias do Centro Oeste ibérico, cujas floras apresentam um comportamento intermédio eurosiberiano/mediterrâneo e que partilham vários endemismos. Sobre a origem da flora da Serra do Açor propõem-se as vias migratórias mais prováveis dos taxa eurosiberianos, mediterrâneos e endémicos na Península Ibérica. Nos dois capítulos finais apresenta-se uma breve descrição das principais formações vegetais e diversas observações e propostas relativas à conservação do património florístico e paisagístico da Serra do Açor.

Related Products

Atlas de botánica. El pulmón del planeta

Atlas de botánica. El pulmón del planeta

Este atlas de botánica ofrece la posibilidad de conocer el mundo de los vegetales, desde aquellos...
10.00€
Principios de botánica

Principios de botánica

Miguel Barnades (1708-1771), naturalista, médico de cámara del rey Carlos III y primer profesor d...
23.20€
California a El Petén, De. El naturalista riojano José Longinos Martínez en Nueva España

California a El Petén, De. El naturalista riojano José Longinos Martínez en Nueva España

El autor reconstruye la dinámica histórica de La Expedición Botánica de Nueva España (1786-1803),...
10.00€
Flora agrícola y forestal de Al-Andalus. Volumen I: Monocotiledóneas: cereales, bulbosas y palmeras

Flora agrícola y forestal de Al-Andalus. Volumen I: Monocotiledóneas: cereales, bulbosas y palmeras

Contenido: Objetivos de la publicación y metodología seguida. La agricultura en al-Andalus. Los g...
30.00€